sábado , dezembro 10 2016

Assistir Palmeiras de 1999 x Amigos do Alex Ao vivo 28/03/2015

Assistir Palmeiras de 1999 x Amigos do Alex Ao vivo

Canal 1

Canal 2

Surpreso com homenagem, Alex quer festa com vitória na arena do Verdão

Assistir Palmeiras de 1999 x Amigos do Alex Ao vivo Ídolo dos palmeirenses, ex-meio-campista relembra golaços com a camisa alviverde e fala em igualar feito de Rafael Marques, único a marcar nos dois estádios

Quem for ao novo estádio do Palmeiras na noite deste sábado terá a oportunidade de reencontrar grandes craques do passado e participar da festa de despedida de um dos maiores ídolos da história recente do clube. Aposentado dos gramados desde o fim do Brasileirão do ano passado, quando defendia o Coritiba, Alex terá a oportunidade de vestir pela última vez a camisa palmeirense.

Assistir Palmeiras de 1999 x Amigos do Alex Ao vivo Às 21h, diversos ídolos da história do Verdão e amigos de Alex entrarão em campo. Entre as presenças ilustres já confirmadas estão os palmeirenses Ademir da Guia, Cléber, Djalminha, Edmundo, Evair, Felipão, Júnior, Júnior Baiano, Galeano, Marcos, Oséas, Paulo Nunes, Rivaldo, Roque Júnior, Sérgio, Velloso e Zinho. Além deles o amistoso vai contar também com Amoroso, Appiah, Tuncay, Sorín, Semih, Rustu, Gamarra, Gilberto Silva, Zico, entre outros.

Surpreso com a decisão da diretoria alviverde de promover tal homenagem, Alex, que na última sexta-feira recebeu uma placa das mãos do amigo Robinho, na Academia de Futebol, se empolga com a chance de entrar em campo pelo Verdão novamente.

– Eu quase caí (quando ficou sabendo). Pra mim foi uma surpresa. Não esperava isso de ninguém, nem do Palmeiras, do Cruzeiro ou do Fenerbahçe. Quando eu vejo a história do Palmeiras, se for fazer uma lista de 30 jogadores eu não me coloco entre os 30. Quando veio o convite, eu pensei no porquê disso. Achava que era uma brincadeira. Recebi com uma alegria imensa porque isso não acontece todo dia e com qualquer jogador. Só tenho a agradecer. Eu já agradecia sempre o Palmeiras. Agora muito mais – diz o atleta, em entrevista ao GloboEsporte.com.

Com 243 jogos com a camisa do Verdão e 78 gols marcados, Alex marcou época no clube ao conquistar a Taça Libertadores da América de 1999. Apesar de reconhecer sua importância para alguns títulos, o ex-jogador não se coloca entre os maiores ídolos do clube.

– Na minha posição, por exemplo, começamos com Ademir da Guia. E ele não vale, é exceção. Podemos até tirá-lo da lista porque falar de Ademir e falar de Palmeiras é uma coisa só. Mas vem com Jorge Mendonça, Djalminha, Zinho, Rivaldo. Só aí são quatro meias, se formos montar dois times eu já estou fora (risos). Claro que eu sei da minha importância naquele período, dos gols e jogos que fiz, mas, sinceramente, não me coloco entre os maiores da história do clube.

Até a última sexta-feira, a arena do Verdão tinha um dos quatro setores disponíveis esgotado. O anel superior não será aberto pelo clube para a partida em homenagem a Alex, que se emociona com o carinho dos torcedores palmeirenses.